quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Enlaces Disticus

Criação da poetisa Aila Brito
http://www.recantodasletras.com.br/teorialiteraria/4428833

Arte de Viver

A escola da vida, muito tem a ensinar.
Ser honesto e o bem sempre praticar,
Ter bom caráter, é disciplina básica acertada.
Nada mais digno que uma conduta ilibada.
Entender a lição não é difícil, errar uma vez
É normal, o ser humano é falível, e sensatez
Nem sempre está ao alcance de todos.
É preciso ser forte para não cair em engodos.
O mestre mundo cobra caro e não perdoa.
Viver é uma arte, precisa de equilíbrio para subir na proa

E bem representá-la. Bons ventos com certeza há de soprar!

dinapoetisadapaz



Falta de Educação

Hoje cedo ao entrar no elevador,
me deparei com cinco jovens, falavam de amor.
Será que esse tema ensurdece as pessoas,
ou sobre os olhos deles havia uma névoa?
Como manda a boa educação, os cumprimentei,
fiquei até envergonhada, nada escutei.
Tive a impressão de ter visto uns bichos do mato
em plena cidade, assustou-me tal fato!
Percebi o quanto seus cérebros estão no escuro
sem espaço para absorver a educação. Homens do futuro?

Isso me causa grande temor!
dinapoetisadapaz




Aplausos para o poeta Fábio Brandão
Trezentas mil Leituras

Trezentas mil leituras,
Marca que assegura,
O teu brilho e talento.
Teu versar é opulento,
Tua retórica é preciosa.
Para tua poesia valiosa,
Nota mil e outro tanto.
Dou-te aplausos e canto,
Caro poeta Fábio!
Parabéns menino sábio!
Que se repita a bravura,
Das trezentas mil leituras!

dinapoetisadapaz


Saudade do Mar (03/15)

Ando a sentir saudade da beleza do mar
Das ondas indo e vindo e seu murmurar.
Que falta me faz a dança do coqueiral
Agradecendo ao vento o sopro celestial.
Meu lugar predileto para escrever
Na mesa da varanda assistir o sol nascer,
Eu na manhã abissal fazendo poesia
Inspiração regada a vento e maresia.
Hoje o cenário é enfadonho
No sertão seco, verde só em sonho.

Quisera poder novamente desfrutar
Do visual azul e seu envolvente cantarolar.


dinapoetisadapaz
Relato

Nessas linhas que escrevo
Relato coisas que observo.
Nas retinas guardo imagens
Que me trazem mensagens,
Abordagem do pensamento,
Que num precioso momento,
Pede papel, caneta e silêncio.
São ações inerentes ao desígnio
De quem abraça a poesia
Como companheira de valia.

Nascem versos para meu acervo,
E a publicá-los me atrevo.

dinapoetisadapaz



Rimas

Hoje li algo que muito gostei de conhecer.
HLuna trouxe pra quem busca enriquecer
Seus textos, um artigo bastante esclarecedor.
Fala sobre a teoria das rimas, um ótimo indicador.
Ela, que escreve e prima pela escrita perfeita,
Com todos compartilhou a maravilhosa receita
De como escrever versos ricos e rimados,
Aqueles que deixam o poema enfeitado,
Harmônico, melodioso e de boa qualidade
Poética, e quer mostrar sua capacidade


Em compor e impactar a quem vier a ler.



dinapoetisadapaz


Alcancei meu Intento

Com o coração vazio, em desalento
Triste como criança sem alento,
Como rosa que perdeu a cor,
Senti a vida perder o fulgor.
Quando soltei as amarras,
Criei coragem, afiei as garras.
Rasguei a roupagem da solidão,
Dei um banquete, convidei a paixão.
Abri as janelas do sim
O amor se fez presente, enfim!

Alcancei meu intento.
Tristeza? Não aguento!

dinapoetisadapaz



Povo Insistente
Quisera ver o mundo de forma diferente,
Não ter que olhar a cara dessa gente,
Que finge não sentir o caos à sua volta,
Que desfila por ai engravatado sob escolta,
Com cara de bom moço, destilando caldo pútrido
Oriundo do seu traiçoeiro perfil bem como, desprovido
Do instrumento necessário e confiável...
O bom proceder, o comportamento desejável
Para administrar o país com o devido respeito
Que a nação necessita e merece; mas tal feito,

Não está nos planos políticos dessa gente,
Gente que o povo colocou no poder... Povo insistente!

dinapoetisadapaz



Voo da Palavra

Voa pensamento, voa, a palavra tomou impulso,
Cansou de rastejar, quer um novo percurso.
Quer imitar o vento, sobrevoar livre como a borboleta
Recusa-se viver escondida no escuro da gaveta
Quer romper fronteiras, pousar no jardim de um coração,
Dialogar com a montanha, riscar o céu com asas da imaginação
Alcançar o infinito, correr célere como as nuvens,
Ter uma prosa com outros personagens
Estrelas, cometas, vento sol e lua...
Quer espalhar o verso no meio da rua...

Dizer, que por onde passou, semeou a poesia!

8 comentários:

  1. Maravilha! Primorosos enlaces; cada um mais belo que o outro. AMEI. Eternamente grata! Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Bela ideia com interações precisas.
    Ando meio distante do Recanto amiga, estou buscando meios de voltar na ativa por lá.Gosto muito de lá.
    Carinhoso abraço e grato pela partilha.
    Bjs de paz.

    ResponderExcluir
  3. Passo a seguir o seu blogue desde Macau.
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Maravilhosas poesias, amiga Diná. Cada verso lido, uma fonte de encantamento nos provoca.

    ResponderExcluir
  5. Y por aquí estoy, leyendo tu bella poesía, es bueno y saludable echar a volar las palabras y emociones, aquello que llevamos en el alma y a veces no se lo contamos ni al mejor amigo: y la pluma nos anima a plasmarlo y es bueno es sano.

    Me ha encantado y ha sido un placer pasar a leerte.
    Te dejo mi gratitud y mi estima.
    Un abrazo y se muy -muy feliz.

    ResponderExcluir
  6. Onde se semeia poesia se colhe versos, sonhos, possibilidades várias!

    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Poesias variadas ... excelentes para leituras!!!
    gostei e penso que vai gostar:
    https://mgpl1957.blogspot.pt/
    ...
    Obrigada pela visita

    ResponderExcluir
  8. BELÍSSIMAS PÁGINAS.... AMEI DE VERDADE. NÃO AS CONHECIA .. BJS JAL.

    ResponderExcluir